A ÁGUA E A MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

A Medicina Tradicional Chinesa são as práticas associadas à saúde desenvolvidas ao longo de milhares de anos e que eram originalmente aplicadas na China e hoje difundidas por todo o mundo. Há dados de que sua primeira citação ocorreu em torno de meio milênio antes de Cristo.
Ela baseia-se em uma estrutura teórica, sistemática e abrangente onde a interação do ambiente e corpo podem proporcionar tratamento ou manutenção da saúde através de diversos métodos.
No Brasil é reconhecida como pratica interativa ou complementar (PICs) e, para obter melhores resultados, devem ser sempre prescritas por um médico da nossa medicina ocidental.

Dentre as técnicas da Medicina Tradicional Chinesa estão a Fitoterapia chinesa (fármacos), Acupunctura, Tuina ou Tui Ná (massagem e osteopatia chinesa), Dietoterapia (terapia alimentar chinesa), Auriculoterapia, Moxabustão, Ventosaterapia, entre outros.

A Medicina Tradicional Chinesa tem como base 5 elementos:

– Água
– Terra
– Fogo
– Metal
– Madeira

Esses elementos agregam simbolicamente qualidades, situação e sensações que permitem um rico diagnóstico a partir de metáforas.
Como vimos, um desses elementos que tem importante participação na Medicina Tradicional Chinesa é a água, e os órgão que são representados por esse líquido fundamental são os rins e a bexiga.

Esta prática milenar aponta que os benefícios do elemento água em nós ocorrem pelo fato de que a água carrega os minerais que nutrem os ossos e regula o metabolismo. A parte inferior do corpo, que é afetada pelo elemento água, está no controle dos órgãos sexuais e nos órgãos de eliminação.
Em contraponto, quando ela está em desequilíbrio sentimos as consequências em nosso organismo:

EDEMA: o corpo deixa de drenar a água, e esta se acumula nos tecidos causando inchaços.

IRRITAÇÃO DO TRATO URINÁRIO: o trato urinário, que tem envolvimento com a eliminação da água, pode ficar irritado com desequilíbrios no conteúdo da urina ou com o enfraquecimento da musculatura e das defesas imunológicas no baixo abdômen.

IMPOTÊNCIA: a energia da parte baixa do corpo fica enfraquecida e há uma redução de sensação, pressão, e tensão nesta região, resultando em impotência e também numa tendência a “criar barriga”, lumbago, calafrios no baixo ventre, e uma tendência a uma postura desleixada.

DOR NA PARTE INFERIOR DAS COSTAS: há inchaço nos rins, e a musculatura inferior das costas enfraquece. A compressão da espinha e a tensão dos músculos causam lumbago.

FRAQUEZA NOS JOELHOS: o corpo não tem apoio suficiente em sua porção inferior; os joelhos podem inchar por causa de líquidos.
Na Medicina Tradicional Chinesa ou na Medicina Ocidental Contemporânea, a água é indispensável para o tratamento ou manutenção da saúde.
A ingestão correta de água com qualidade e procedência garantida é um dos fatores determinantes para desfrutar uma vida saudável, plena e longeva.

Lembre-se sempre: no Brasil e no mundo ocidental a Medicina Tradicional chinesa é considerada uma prática complementar, portanto nunca deixe de consultar o seu médico.

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Deixe seu comentário