ÁGUA MINERAL: A ALIADA DOS CABELOS LINDOS

Não é de hoje que diversos especialista estão orientando suas clientes a esse tipo de tratamento, pois segundo eles, faz muito bem aos cabelos, principalmente aos danificados.

Embora exista alguma polêmica em torno do tema, lavar o cabelo com água mineral é, na verdade, uma técnica popular e adotada por muitos. Muitas celebridades já trocaram a água do chuveiro pela mineral, no mínimo uma vez na semana. A motivação é simples e bem fundamentada:  O tratamento comum da água das cidades costuma ter muitos produtos químicos, como o cloro, por exemplo.

Por esse método, fatores como a oxidação dos fios são eliminados, evitando o ressecamento e, nos fios tingidos, desbotamento da cor.

Confira algumas dicas do Por que e quando lavar o cabelo com água mineral?

É bem comum perceber que a água do chuveiro pode ser, por vezes, prejudicial para a saúde do cabelo. Assim, optar pela água mineral pode ser benéfica pelo fato de não possuir quantidades excessivas de determinados elementos, como o cloro. Dessa forma, há muito menos dano do que o esperado. Quando a água encanada é rica demais em minerais como o calcário e o cloro por exemplo, o simples uso da água mineral evita o ressecamento dos fios.

Quando fazer a lavagem

Mesmo que o ideal seja lavar os fios todos os dias com a água mineral, é fato que o método pode ser caro. Assim, é preciso tentar realizar a lavagem pelo menos uma vez por semana. Da mesma forma, para quem realmente deseja investir nisso, instalar um filtro no chuveiro pode ser a solução.

Usos adequados para a água mineral

No geral, a água mineral pode contribuir para a saúde dos fios em 4 casos mais específicos. Nesse caso, cabelos que tenham contato com água da piscina ou água salgada, casos de caspa ou seborreia e cabelos coloridos ou tingidos entram na fórmula.

Contato com o cloro da piscina.

O cloro é responsável por ressecar e danificar os fios, deixá-los porosos, armados e até mesmo diminuir a fixação da tinta para quem possui cabelos tingidos. Ao lavar o cabelo com água mineral, é possível evitar o problema

Fonte: Vix

Contato com água salgada

Além do cloro, o cloreto de sódio, ou sal, é um dos minerais que mais resseca os fios. Pelo fato de não estar presente apenas no mar, mas também na água encanada de regiões litorâneas, é preciso tomar um cuidado extra com as madeixas nesse caso, logo, por meio da água mineral. Além de tirar o sal, a água mineral também ajuda a manter a cor do cabelo, quando tingido.

Fonte: Salonline

Casos de caspa ou seborreia

A sensibilidade ao cloro e outros elementos presentes na água encanada é ainda maior em casos de dermatite seborreica e caspa. Apesar de ser uma condição individual, o uso da água mineral pode até mesmo ser recomendado por um profissional, que alia a lavagem a outros produtos potentes para reconstrução e força.

Fonte: Lexpert

Cabelos tingidos ou descoloridos

Por fim, cabelos tingidos ou descoloridos se beneficiam muito com o uso da água mineral, já que ela não interfere na coloração e ainda se torna uma aliada. Dessa forma, é possível manter a cor por muito mais tempo do que o esperado.

Fonte: Família

 

Águas de qualidade da Fonte Sarandi
Fonte: área de mulher.r7 /Amanda Birck

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Deixe seu comentário