ÁGUA. UM TESOURO PARA A VIDA

Com 71% da área coberta por água, nosso planeta não deveria se chamar terra e sim Planeta Água”. Entretanto, esse elemento essencial para a vida tem sua distribuição muito irregular considerando as áreas geográficas e nações.

Regiões, como a América do Sul, Canadá, Rússia e Austrália possuem elevada quantidade de água disponível por habitante. Já o Sudeste Asiático e parte expressiva do continente africano possuem baixa disponibilidade de água per capita.

O volume de água doce na superfície terrestre é pequeno: apenas 2,5%, e desse total, somente 0,3% está disponível em rios e lagos, onde pode ser acessado com maior facilidade.

A água é, paradoxalmente, o elemento mais abundante na superfície terrestre e o mais disputado pelo ser humano.

A maior parte da hidrosfera do planeta, 97%, é composta por água dos mares e oceanos que, por serem extremamente salgadas, são impróprias para consumo. Em alguns locais, pratica-se a dessalinização da água, mas esse processo é caro e pouco eficiente, sendo ainda pouco utilizado.

Da água restante do mundo (3%), 71% dela está em forma de gelo nas calotas polares. Como o processo de transporte dessas geleiras é caro e também pouco eficaz, quase não há atividades referentes ao abastecimento de localidades através do manuseio de icebergs. Os outros 29% restantes de água potável no mundo estão distribuídos em águas subterrâneas (18%), rios e lagos (7%) e umidade do ar (4%).

Assim, percebemos que o problema da água para as espécies reside no fato que sua maior parte não é viável para consumo, embora prevaleça o fato que a proporção de água potável disponível é reduzida, ainda sim estamos falando de uma quantidade muito grande de água. No entanto, o seu mau uso vem reduzindo drasticamente a sua disponibilidade. Por esse motivo, estima-se que a água seja um dos principais fatores geopolíticos ao longo do século XXI.

No caso do Brasil, há certo privilégio, pois somos o país que possui a maior disponibilidade de água potável, com cerca de 11% do total. Porém, trata-se de uma falsa abundância, pois também em nosso território essa água é mal distribuída. A sua maior parte encontra-se na região Norte do país, zona menos habitada e com solos pouco agricultáveis. As regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste dividem a quantidade restante, sendo que essa última é a que mais sofre com os problemas de escassez de água.

Por esse motivo, além de se promover uma maior conscientização popular sobre o correto uso, armazenamento e preservação da água e de suas fontes naturais, é preciso também a realização de políticas públicas para garantir o seu acesso por toda a população, com ações de democratização estrutural, como o saneamento básico.

A Fonte Sarandi, que tem o privilégio de extrair águas de grande qualidade e entregar ao consumidor um produto extremamente puro e tem a maior preocupação em manter as condições adequadas para a extração e manuseio deste liquido tão precioso.

A Fonte Sarandi mantém um parque de preservação da mata natural da empresa e em lugar privilegiado pela natureza. Um bosque nativo com 360.000 m², com a finalidade de garante a qualidade e a pureza das águas que vertem e são envasadas em diversas embalagens.

Cuidar da água é uma obrigação de todos. Vamos inserir essa causa em nosso dia a dia, pois afinal, sem água não há vida.

Fonte: Relatório Mundial das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento dos Recursos Hídricos 2019

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Deixe seu comentário