MARÇO LILÁS E A LUTA CONTRA O CÂNCER DE COLO DE ÚTERO 💜

Você sabia que, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de colo de útero é o terceiro tumor maligno mais frequente nas mulheres e a quarta maior causa de morte por câncer dentro da população feminina?

É importante salientar que a doença tem como característica um  início silencioso, pois pode não apresentar sintomas em sua fase inicial. Os principais fatores de risco para a doença são: tabagismo, uso prolongado de pílulas anticoncepcionais e manter relações sexuais desprotegidas.

O diagnóstico é feito a partir de um exame Papa Nicolau, por isso, é importante você visitar seu ginecologista regularmente. O câncer tem até 95% de chances quando descoberto precocemente.

Como se desenvolve o câncer de colo de útero?

Aos que desconhecem, o câncer de colo de útero é uma evolução da infecção por HPV.

Este papilomavírus humano é frequente, mas em sua maioria não resulta na doença. Só há diagnósticos positivos uma vez que se tem a alteração celular na região genital, o que pode ser facilmente identificado por meio do exame de papanicolau.

Quais são os sintomas?

Antes de mais nada é importante esclarecer que o câncer de colo de útero se desenvolve de maneira lenta e por esse motivo a preocupação deve ser redobrada e os cuidados prévios adotados.

Sobre os sintomas, estes geralmente não são aparentes em estágio inicial, por isso o cuidado recomendado anteriormente. Em estágio avançado a doença pode se apresentar por meio de:

> Dores abdominais intensas;

> Secreção vaginal desregulada;

> Sangramento vaginal intenso e seguido (este pode se manifestar após relação sexual).

Como se prevenir?

Por estar diretamente ligada à possibilidade de infecção pelo Papilomavírus Humano, popularmente conhecido como HPV, proteger-se contra esta doença deve ser um dos métodos de prevenção principais. Além do preservativo, que previne de maneira parcial o contágio, a vacinação contra o HPV é  necessária. O Ministério da Saúde assegura por meio de calendário oficial, a imunização de meninas entre 9 e 14 anos. De toda forma, vale lembrar que além da vacinação, o exame de papanicolau é também indicado como método de prevenção.

Como é feito o diagnóstico do câncer de colo de útero?

Há algumas formas de se identificar, principalmente de maneira precoce o câncer de colo de útero, dentre as alternativas mais comuns está o exame de papanicolau. Dependendo do paciente ou em casos inconclusivos são aplicados outros métodos como: biópsia, colposcopia e exame pélvico.

Como é feito o tratamento do câncer?

Semelhante a outros tipos de câncer, a doença de colo de útero tem o tratamento definido com base na avaliação médica. De acordo com o estágio da doença e o estado de saúde do paciente podem ser adotadas alternativas como:

> Quimioterapia;

> Cirurgia;

> Radioterapia.

A Sarandi apoia o Março Lilás! Carinho, cuidado, respeito e proteção à saúde feminina também é nossa causa! 💜

Procure seu médico regularmente e mantenha seus exames em dia!

 

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Deixe seu comentário