ÁGUA: SINÔNIMO DE REQUINTE E GLAMOUR

Mais do que nunca, além das questões funcionais relacionadas à saúde, o universo das águas minerais vem ganhando adeptos e profundos conhecedores na classificação de cada produto.

Identidade única, sabor específico, estrutura mais ou menos encorpada, cristalina, frescor, pureza… tudo isso pode-se saborear em uma água mineral de boa qualidade.

Cada água tem um terroir

“Tal como o vinho, cada água tem um terroir”, e por terroir entendam-se os aquíferos e os glaciares, de onde a água provém. Assim, terroirs diferentes, águas diferentes. Há as mais puras, outras mais mineralizadas, há águas com sabores mais ácidos, outras mais adstringentes. Em suma: há águas para todos os gostos…” afirma o sommelier de águas Alexis Durand, em entrevista para a revista Vogue de Portugal, em matéria assinada por Cátia Pereira Matos.

Ainda, tratando-se das novidades das terras Lusas, em janeiro de 2019 O grupo LEV, com centros de nutrição e emagrecimento, inaugurou o primeiro bar especializado em águas, com o conceito de associar diferentes tipos de água ao resultado da consulta médica da LEV.

 

Bar de água da clínica LEV em Lisboa

 

“Na verdade, Cyril pensou em tudo com alguma antecedência e eu fiquei de selecionar uma gama de águas para acompanhar cada prescrição”, explica o sommelier, que definiu, para já, um menu com aproximadamente 50 referências, de 14 países (Suíça, Islândia, Japão, França, Inglaterra, etc.). “Um bar de águas tem de responder às necessidades de cada pessoa: se te sentes cansado, se tens refluxo ácido, dores de estômago, se precisas de recuperar após a prática de uma atividade desportiva intensa ou se queres apenas encontrar uma água suave para acompanhar com vinho tinto, num bar de águas encontras uma água adaptada para cada ocasião”, resume Durand.

 

Bar de água da clínica LEV n

O requinte também no Brasil

Em território nacional, os brasileiros já contam com rótulos caros e raros, que conquistam as mesas dos restaurantes mais badalados.

Acompanhamento cativo ao lado de vinho, espumantes e até do cafezinho, servem tanto para limpar as papilas gustativas quanto como digestivos naturais em pratos mais encorpados como carnes, por exemplo.

“Um grande vinho pede uma grande água. Quando se toma um vinho leve, acompanhamos com água sem gás. Se vamos tomar um vinho tinto prefiro uma água com gás, que faz papel de um bom sal de frutas”, ensina. “A água desperta a sensibilidade para apreciar melhor o sabor da comida e da bebida. Ela é a verdadeira rainha da alta gastronomia”. Sugere Frascino, especialista em análise sensorial de vinho (DNA da uva), foi professor da escola de sommelier do Senac e coidealizador do curso que explicava a água. “O curso mostrava a harmonização da água com bebidas e comidas e fui pesquisar na Itália.”

“A água desperta a sensibilidade para apreciar melhor o sabor da comida e da bebida. Ela é a verdadeira rainha da alta gastronomia”. Já afirmava Frascino, em 2003, na matéria para o site da ABRAS.

O sul com águas de grande qualidade

Já no extremo sul do Brasil, podemos contar com águas de excelente qualidade, como a Sarandi Alkaline, rica  em vanádio com alta alcalinidade, o que segundo pesquisa auxilia no combate de algumas doenças  e a Água Floresta, leve e balanceada.

Srandi Alkaline
Sarandi Alkaline
Água Floresta

 

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Deixe seu comentário